image_pdfimage_print

Fazer um carro autônomo não é nem um pouco barato. A Waymo, empresa sob o teto da Alphabet, está em busca de investidores para diminuir os custos de pesquisa e desenvolvimento de sua tecnologia. Segundo o The Information, a companhia está estudando aumentar seus gastos muito acima do que a Alphabet gostaria de investir e, por isso, agora busca investidores externos para o projeto.

No fim do ano passado, a empresa passou a testar a tecnologia do Waymo One, um serviço de transporte por aplicativo de forma autônoma. O programa demorou nove anos para chegar ao estágio de testes atual, ainda com acompanhamento humano.

Atualmente, a Alphabet tem direcionado US$ 1 bilhão em investimentos para o setor, sendo que problemas com orçamento têm sido constantes para o projeto. Assim, a empresa está buscando ajuda de fabricantes já enraizadas no mercado.

No mês passado, uma reportagem do japonês Nikkei noticiou que ela estava buscando uma empresa oriental: a Aliança Nissan-Renault-Mitsubishi para lançar um serviço de táxi autônomo na Ásia.

Agora, esta nova reportagem do The Information aponta que a Waymo também está conversando com a Volkswagen e outras fabricantes do mercado europeu para conseguir investimentos externos. A empresa não deixaria que as montadoras tivessem mais de 20% do projeto.

A proposta principal seria aliviar os custos para a Alphabet, mas pode ser um retorno bastante positivo em valor da empresa. A reportagem aponta que a movimentação pode elevar a avaliação da Waymo “algumas vezes mais” que a da Cruise, braço de carros autônomos da Genetal Mortors, hoje segunda maior do setor e avaliada em US$ 15 bilhões.

Apesar das notícias, as empresas não confirmam as negociações.

Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, a Waymo anunciou o lançamento do ChaufferNet, seu sistema de inteligência artificial que imita como motoristas reais dirigem.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas