image_pdfimage_print

Fazia dois anos que um relatório trimestral da Tesla não apresentava queda nas vendas. Isso mudou no começo deste ano. A empresa apresentou seus números nesta quinta-feira (4), com queda de 31% no número de carros vendidos em comparação com o final do ano passado.

Em comunicado, a montadora diz que foram vendidos 63 mil carros em todo mundo, dos quais 50,9 mil são Model 3. Apesar disso, a Tesla informa a seus acionistas que “tem dinheiro suficiente em caixaâ€. O relatório também aponta que o próximo trimestre deve ser “impactado negativamenteâ€.

Em contrapartida, na comparação com o mesmo período do ano passado, a companhia mais que dobrou a venda de carros. Em relação ao início de 2018, houve aumento de 110% no número de entregas no trimestre.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Mesmo com números em queda para este começo de ano, a Tesla ainda mantém a meta entre 360 mil e 400 mil carros vendidos em 2019. Um dos motivos para a redução do número seria que a saturação de demanda do Model 3 nos Estados Unidos, o que faria com que a Tesla passasse a buscar fortalecimento em vendas internacionais.Tesla Model 3, versão mais premium do carro da companhia (Foto: Diculgação/Canaltech)

Embora as vendas não tenham sido como esperado, a companhia segue em produção. Para o Model 3, a Tesla passou a ter uma produção acima das entregas, em 22%, mostrando que os problemas na fabricação enfrentados no ano passado podem ter ficado no passado.

A resposta da companhia para isso será investimentos na Europa e China. A Tesla está começando a entregar os veículos nessas duas regiões, mas conta com problemas de taxa no país asiático e questões logísticas para chegar com conforto ao continente europeu.

A expectativa é de que esses dois mercados apresentem melhoras nos próximos meses. Para exemplificar isso, a Tesla aponta que metade das entregas do trimestre foram feitas no final de março, os quais serão contabilizados apenas no relatório seguinte.

A companhia fechou o ano fiscal de 2018 vendendo 140 mil Model 3 na América do Norte. Em fevereiro deste ano, anunciou o Standard Range, uma versão mais em conta do Model 3, pelo preço de US$ 35 mil (cerca de R$ 135 mil). O carro também vai ter uma versão Plus, por R$ 37,5 mil (aproximadamente R$ 145 mil). A expectativa é de que isso possa abrir mais mercado nos Estados Unidos, já que a demanda por carros elétricos de alto padrão no país pode ter chegado ao seu limite.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas