image_pdfimage_print

O Slack vai se tornar uma empresa de capital aberto. Na tarde desta segunda-feira (4), a companhia entrou oficialmente com processo para se tornar pública. Já era esperado que a empresa aBrutus seu capital neste ano, junto com a expectativa de outras companhias como Uber, Lyft e Airbnb.

Em comunicado, a empresa informou que enviou um pedido Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que regula transações nos Estados Unidos, para a proposta de abertura de capital Classe A.

Para isso, a empresa contratou a Goldman Sachs para realizar todo o processo, ainda sem data para definição. A companhia só pode passar informações de compra e venda após aprovação do SEC, informa a nota.

Segundo a Reuters, a empresa é avaliada em US$ 10 bilhões para fazer a sua IPO. Ainda, em 11 rodadas de investimentos na história da companhia, ela conseguiu levantar US$ 1,2 bilhão.

Contudo, fontes do Wall Street Journal indicam que a empresa pode optar na verdade por uma DPO (Direct Public Offering, ou Oferta Pública Direta), uma forma facilitada de IPO, indicada para empresas menores. Se ela realmente optar por este modelo, será a segunda companhia de tecnologia a fazer isso, seguindo o Spotify.

A proposta, como aconteceu com a companhia de streaming de música, é que o Slack possa fazer a abertura de capital de forma confidencial, permitida a empresas com faturamento menor que US$ 1 bilhão anual. Com isso, a companhia pode ter uma lista de investidores interessados e saber quais interesses em suas ações antes de fazer uma oferta pública.

Atualmente, a estimativa é de que o Slack tenha um rendimento pouco abaixo do limite, na casa dos US$ 900 milhões, de acordo com dados de balanço de outubro de 2018.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas