image_pdfimage_print

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira (23) o ingresso na iniciativa Playing for the Planet (“Jogando pelo Planetaâ€, na tradução literal), encabeçada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que engloba diversas companhias do setor mundial de jogos eletrônicos. O objetivo é estabelecer critérios de produção de bens de consumo dentro de práticas mais sustentáveis. Outros nomes da aliança incluem Sony, Rovio, Ubisoft, Twitch e Google, para citar alguns.

Da parte da empresa de Redmond, o principal empenho vem no informe de que os consoles da linha Xbox serão o que se convém chamar de “carbono neutroâ€, nome dado criação de produtos que, por meio de práticas sustentáveis, compensem a emissão de CO2 com a sua remoção da atmosfera. Em outras palavras, o volume de gás carbônico que a Microsoft emitir na produção de consoles Xbox será o volume que ela também vai retirar. Normalmente, isso se faz por uma entre duas formas: redução total da emissão do gás por meio do uso de energias renováveis, ou pelo “sequestro†do gás por meio de tecnologia, impedindo a sua chegada atmosfera.

A Microsoft não explicou qual dos métodos deve adotar, mas emitiu um comunicado exaltando a iniciativa: “as mudanças climáticas estão impactando cada indústria e cada setor, e nós acreditamos que a tecnologia pode desempenhar um papel de protagonismo ao permitir uma resposta empoderada a este desafioâ€, disse Phil Spencer, vice-presidente executivo de gaming na Microsoft. “Iniciativas como a nossa campanha ‘Minecraft Build a Better World’ e o piloto de Xbox de carbono neutro oferecem uma grande oportunidade de aplicar a tecnologia da Microsoft de forma sustentável para a comunidade gamer, fazendo a diferença nessa área tão essencial de nossos negóciosâ€.


Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no WhatsApp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Consoles da linha Xbox serão "carbono neutro", anunciou a empresa ao se juntar à aliança de proteção ambiental encabeçada pela ONU

A iniciativa da ONU busca falar especificamente com a indústria de jogos por ela ser uma das maiores contribuidoras na emissão de gás carbônico no meio ambiente. Segundo um estudo do Laboratório Nacional de Lawrence Berkeley (ligado ao Departamento de Energia dos Estados Unidos), este setor emite, anualmente, cerca de 12 milhões de toneladas do gás — em comparação, esse volume é gerado por por 2,3 milhões de carros.

“Alguns dos maiores nomes da indústria de jogos, com um público somado de 970 milhões de gamers, firmaram hoje o compromisso formal de dominar o poder de suas plataformas para a tomada de ação responsiva atual crise climáticaâ€, disse a iniciativa em comunicado. “Combinados, os compromissos destas 21 empresas resultará na redução de 30 milhões de toneladas de CO2 até 2030, além de assegurar milhões de árvores plantadas e novos ‘pedaços verdes’ no design de jogos e aprimoramentos no gerenciamento de energia, embalagem e reciclagem de dispositivosâ€.

Mais cedo, a Sony, concorrente direta da Microsoft, informou a sua participação na aliança, adiantando que o PlayStation 4 já possui tecnologia aprimorada de redução do consumo de energia elétrica e que a próxima geração da marca deve levar isso ainda mais adiante.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas