image_pdfimage_print

A rede multimídia Machinima, que havia sido responsável por um grande marco cultural na internet em seus primórdios, em especial com o surgimento do YouTube, demitiu 81 funcionários e encerrou oficialmente suas operações. A notificação foi emitida pela empresa em comunicado ao Deadline Hollywood.

A confirmação apenas constatou o pior, já que todo o conteúdo do canal do YouTube da Machinima, que contava com um acervo de conteúdos produzidos ao longo de sete anos de atuação na plataforma, ficou offline há cerca de duas semanas.

O fechamento das portas vem na esteira de aquisições pelas quais a Machinima passou nos últimos anos. Tudo começou a desandar quando a AT&T adquiriu a Time Warner por US$ 81 bilhões em 2018. Com isso, a Machinima foi empurrada para a Otter Media e houve uma reorganização de ativos digitais pela AT&T, que controla ambas as marcas.

A retirada dos vídeos do ar acendeu o alerta vermelho e fez muita gente especular que as coisas não iam nada bem ali. Todo o receio se confirmou nesta segunda-feira (4), quando um porta-voz da Machinima confirmou o encerramento de suas operações e disse que um “número seleto” de funcionários permaneceu a bordo da Otter Media para ajudar a identificar "novas oportunidades".

Um dos que permanece na empresa é Russell Aarons, que está ajudando nas chamadas "atividades de transição".

A Machinima cresceu juntamente ao YouTube em meados no início dos anos 2000, oferecendo recursos baseados em videogames para criadores de conteúdo de vídeo. Após algum tempo, se tornou uma grande rede multimídia, destacando criações originais também relacionadas a videogames, entre elas séries dedicadas como Halo 4: Forward Unto Dawn, Street Fighter Assassin's Fist e Mortal Kombat: Legacy.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas