image_pdfimage_print

Uma paciente na Suécia que teve uma das mãos amputadas acaba de se tornar a primeira receptora de uma prótese ligada diretamente aos nervos, o que, segundo os médicos, permite que ela mova os dedos com a mente e até mesmo possua sensações táteis.

A prótese é resultado de uma pesquisa da Chalmers University of Technology e da firma de biotecnologia Integrum AB. Ela foi desenvolvida como parte do DeTOP, um ambicioso programa europeu de pesquisa sobre próteses de membros. O projeto pode ser considerado um avanço e nos aproxima cada vez mais de um futuro em que dispositivos robóticos poderão ser conectados perfeitamente aos nossos corpos.Foto: DeTOP

Em uma cirurgia pioneira, a mão protética foi ligada aos ossos do antebraço da paciente utilizando implantes de titânio. Uma série de 16 eletrodos foi conectada diretamente aos nervos e músculos da paciente, permitindo que ela controle a mão com sua mente e realize atividades cotidianas que poderiam ser complexas com uma prótese comum, como amarrar cadarços de um sapato ou segurar uma xícara.

“O avanço da nossa tecnologia consiste em capacitar os pacientes a usar interfaces neuromusculares implantadas para controlar suas próteses enquanto percebem sensações onde elas importam para eles, em suas vidas diáriasâ€, afirmou o pesquisados Ortiz Catalan em um comunicado oficial para a imprensa.

O grande avanço do projeto está na conexão direta do membro ao sistema nervoso, o que possibilitou novas maneiras de interagir com a tecnologia na vida diária. Em um vídeo divulgado pelos pesquisadores suecos, é possível ver a paciente utilizando realidade virtual para flexionar a mão em uma tela de computador mesmo antes de estar com a prótese física implantada. Outra boa notícia é que mais duas pessoas já foram confirmadas para receber a nova geração de próteses nos próximos meses, uma na Itália e outra na Suécia.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas