image_pdfimage_print

Quem já recebeu um nude do nada sabe o quão desagradável e desrespeitosa pode ser a situação. Foi pensando nisso que, desde o fim de agosto, a desenvolvedora Kelsey Bressler passou a se trabalhar em uma inteligência artificial capaz de identificar e ocultar nudes que lhes eram enviados por DM no Twitter. Lado a lado com uma amiga que conheceu online, Bressler está criando uma ferramenta cuja proposta é detectar e remover automaticamente essas imagens explícitas.

Basicamente, o plano é transformar o programa em um plugin do Twitter, voltado especificamente para as mensagens diretos, algo que o Twitter atualmente não prevê em sua política de mídia sensível. No entanto, uma característica no mínimo interessante é que a desenvolvedora usou a própria rede social para solicitar que usuários enviassem fotos de seus pênis, para que ela pudesse testar a ferramenta.

"Estou solicitando fotos de pênis. Isto não é uma piada. Estou testando um filtro em desenvolvimento que detecta automaticamente as fotos nas DMs e as manipula em nome do usuário. 18+, consensuais e apenas pênis de humanos por favor", escreveu na rede social.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

"Quando alguém envia uma foto reconhecida como pênis, ela é excluída automaticamente", disse a desenvolvedora ao explicar ao portal norte-americano The Next Web como como a ferramenta funciona. “Para testar a ferramenta, pedi s pessoas que me enviassem mais de 18 fotos consensuais", acrescenta. Ela chegou a receber pelo menos 300 fotos de pênis e também testou imagens de pessoas colocando os dedos na braguilha da calça para ver o que a ferramente fazia.

Embora alguns aplicativos, incluindo o Bumble, tenham introduzido ferramentas semelhantes para impedir a disseminação de imagens explícitas, na experiência de Bressler eles nem sempre funcionam de maneira eficaz. Mesmo se você tiver selecionado a opção para impedir que “imagens sensíveis†apareçam no seu feed, ainda é possível receber imagens explícitas por mensagens diretas no Twitter.

"As empresas de mídia social não estão fazendo o suficiente", se queixa a desenvolvedora. “Estamos reclamando disso há anos. Eles não estão ouvindo ou não veem isso como uma prioridade suficientemente alta para realmente fazer algo a respeito". Vale lembrar que Bressler ainda não confirmou quando a ferramenta estará prontamente disponível para uso público, pois ainda está em fase de testes.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas