image_pdfimage_print

O Google ainda não desistiu dos smartphones modulares, indicam duas patentes registradas recentemente pela empresa na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO). Um deles, é um celular montável, no qual o usuário escolhe as peças. O outro, lembra o finado Projeto Ara, com uma base no qual o usuário encaixa os módulos que trazem novas características ao aparelho – algo próximo de como são os Moto Snaps da Motorola.

O documento, intitulado como “Modular Device and Methods Therefor†(Dispositivo modular e métodos para isso, em inglês) não especifica se o aparelho é um novo design para o Pixel ou até uma nova linha de smartphones do Google. As ilustrações são de um smartphone, mas o registro inclui um aviso padrão que estende suas definições para todos os dispositivos portáteis, como “computador de mão, tablet, dispositivo de jogos, wearables, controle remoto, media player, laptop, computador portátil ou outro dispositivo eletrônicoâ€.

O primeiro dos modelos é composto de três peças básicas: uma base composta por tela, hardware, sensores, bateria e outros compostos eletrônicos; uma peça menor que deve acompanhar os upgrades a serem acoplados na base; e uma moldura que junta tudo e deixa o aparelho no formato de um smartphone. Cada componente possui um recesso que permite encaixar as outras partes, como peças de Lego.T3/Reprodução

O site T3, que teve acesso exclusivo ao registro, especula que diferente dos Moto Snaps, da Motorola, que servem como backup auxiliar de bateria, câmera, projetor e outras funções, os módulos do Google podem ir além, permitindo que os usuários incorporem acessórios como uma tela auxiliar na traseira ou até mesmo mais memória RAM para o sistema.

Isso porque, por exemplo, um dos módulos de câmera propostos podem incluir seus próprios sistemas de processamento de imagem, contornando assim limitações impostas pelo hardware existente do aparelho.

O outro design apresentado WIPO é ainda mais ousado. O documento sugere um “modelo feito sob encomenda para a compra de dispositivos eletrônicosâ€. A ideia é que o usuário possa criar um dispositivo personalizado comprando separadamente a unidade base e os módulos de atualização, com formas, tamanhos e aplicações variados. É como você monta seu próprio PC online, só que muito mais radical.WIPO/Reprodução

A personalização pode ir de um exterior mais resistente para uso corporativo até a inclusão de amplificadores acústicos com “decibéis suficientes para satisfazer mesmo o mais pesado roqueiroâ€, como afirma o próprio documento. O módulos incluem também uma bateria extra, monitor fitness, câmeras e uma tela auxiliar. Não está claro quantos desses módulos poderão ser instalados de uma só vez.

Lembrando que registro de patente não significa que a empresa lançará o produto. Mas é um indicador que acessórios modulares estão no radar do Google mesmo dois anos depois do fim do Projeto Ara.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas