image_pdfimage_print

Acompanhando a decisão de outras companhias aéreas pelo mundo, a GOL informou nesta segunda-feira (11) a suspensão temporária das operações comerciais com aeronaves Boeing 737 Max 8. A decisão acontece um dia após a queda de um avião do mesmo tipo na Etiópia, que matou 157 pessoas.

Em comunicado, a companhia avisou que os clientes com viagens previstas em aviões 737 Max 8 serão comunicados e reacomodados em voos da própria empresa ou de outras companhias e explicou que a decisão foi previamente informada Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A empresa continuará operando os destinos internacionais de longo curso com os Boeing 737 NG. Sete das 121 aeronaves da Boeing operadas pela aérea são do modelo 737 Max 8 e mais outras devem chegar, já que a GOL encomendou 120 unidades ao todo.

O acidente aconteceu neste domingo (10) na cidade de Bishoftu, instantes após a aeronave decolar da capital da Etiópia, Adis Abeba. O mesmo modelo, operado pela Lion Air, caiu na costa da Indonésia em outubro, matando todas as 189 pessoas que estavam no avião.

A aeronave

O Boeing 737 Max 8, em operação na GOL desde agosto do ano passado, é o primeiro modelo de uma nova série de aeronaves da Boeing. Projetado para ter mais autonomia e menor consumo, este jato é capaz de voar, sem escalas, até 6.500 quilômetros, 1.000 quilômetros a mais do que o 737-800, o principal avião operado pela GOL. Ele possui 186 assentos, antena externa que garante aos passageiros acesso internet e iluminação na cabine que elimina bactérias nos assentos e demais áreas.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas