Filme sobre escândalo de vazamento de dados do Facebook chega este ano Netflix


Um dos maiores escândalos de vazamento de informação está sendo transformado em filme. The Great Hack (ainda sem nome em português) é um longa dramatizado sobre o caso Cambridge Analytica, quando a empresa usou de forma indevida contas de 87 milhões de usuários do Facebook, descoberto em março do ano passado.

Como um documentário de personagens, o filme não pretende contar exatamente os fatos que levaram a empresa a pegar esses dados e utilizar em campanhas de Donald Trump e também no Brexit, evento em que o Reino Unido se desligou da União Europeia.

A proposta é focar em consequências para os personagens. Após um pequenos resumo do que foi o caso, a narrativa se volta ao professor David Carroll, um personagem real que processou a Cambridge Analytica por tentar recuperar seus dados obtidos pela empresa.

Em janeiro deste ano, ele ganhou uma ação e a empresa foi multada em 15 mil libras (aproximadamente R$ 70 mil), além de 6 mil libras (cerca de R$ 28 mil) pelos custos do processo, ao se negar a apresentar as informações que tinha sobre ele. Em 2017, o professor já havia pedido empresa SCL Elections, detentora da Cambridge Analytica, que respondesse essas perguntas.

O grupo também acompanha a rotina de Brittany Kaiser. Ela é ex-funcionária da empresa e abriu o jogo sobre as denúncias do caso Facebook ao parlamento britânico, em abril do ano passado. Pelo Twitter, ela lançou a campanha #ownyourdata, algo como detenha seus dados, estimulando as pessoas a pressionarem empresas sobre o assunto.Britani Kaiser, ex-funcionáriia da Cambridge Analytica (Reprodução/LinkedIn)

Diante desses dois personagens, o filme mostra como que a empresa foi aos poucos se acabando e revelando os problemas de privacidade mundiais. O longa também mostra Kaiser vivendo na Tailândia, para onde foi em busca de segurança após ter feito as revelações da empresa.

Com isso, o filme, apresentado no festival de Sundance, mostra as crises de consciência que levaram a ex-funcionária a se virar contra a própria empresa e abrir os crimes praticados.

Junto disso, a trama mostra a saga de Carroll em busca de descobrir o que a empresa de fato tem de informações sobre ele.

Segundo Adi Robertson, do site The Verge, quem já viu The Great Hack diz que o filme é “intrigante, mas cŕedulo demais". O crítico acredita que a produção falha em fazer um panorama sobre a empresa e tentar dar mais drama s histórias contadas, que aparecem bem simples.

The Great Hack será distribuído mundialmente pela Netflix e deve chegar plataforma ainda este ano.

(Ler na fonte)