image_pdfimage_print

Caso você seja uma das muitas pessoas que tem fitas VHS antigas, provavelmente já pensou em convertê-las para uma versão digital e talvez tenha desistido pensando que o processo seria muito trabalhoso. No entanto, fazê-lo é mais simples do que você pensa, bastando ter disposição suas fitas, um VCR, um computador e uma placa de captura de vídeo.

Preparando seu videocassete

Se você é do tipo que gosta de colecionar coisas antigas (o que, caso ainda tenha fitas VHS, é muito provável que seja verdade), deve ter um aparelho desses em casa. Caso não tenha, é possível encontrá-lo no Mercado Livre ou em outros sites. Além disso, sempre é possível pedi-lo emprestado para alguém que o tenha.

Depois disso, será necessário testar o aparelho. Para isso, você pode utilizar uma fita que não seja tão importante ou até que tenha sido doada por alguém, uma vez que pode ocorrer algum acidente por se tratar de um aparelho que passou muito tempo sem ser usado.


Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no WhatsApp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Caso o videocassete esteja funcionando, é importante limpá-lo para que a reprodução do conteúdo da fita seja feita de modo satisfatório, pois a poeira acumulada nele pode impedir seu funcionamento correto.Aparelho de videocassete (Foto: Reprodução)

Preparando as fitas

Uma vez que você tenha testado seu aparelho e ele esteja funcionando, examine as fitas e cheque se todas estão em bom estado para uso.

A seguir, confira alguns problemas que podem ser encontrados nelas:

  • A fita pode estar quebrada. Sim, isso pode ocorrer. No entanto, é possível arrumá-la manualmente abrindo-a com uma chave de fenda.
  • Fita mofada. Infelizmente, por conta do tempo sem uso, sua fita também pode estar mofada. Caso isso aconteça, você pode limpá-la com a ajuda de um pano úmido (sem produtos de limpeza, por favor) ou comprar um limpador de fitas. Caso sua intenção seja de jogar as fitas fora uma vez que elas tenham sido digitalizadas, não será necessário limpá-las. No entanto, isso pode prejudicar o seu aparelho videocassete.

Fitas VHS (Foto: Getty Images)

Preparando o seu computador

Para que o processo de digitalização ocorra de maneira eficiente, o seu computador deve ter uma maneira de receber e decodificar o vídeo que será reproduzido no seu aparelho de videocassete. É possível fazer isso através dos seguintes passos:

  • Compre uma placa de captura de vídeo. Ela enviará os sinais de áudio e vídeo de seu videocassete para o seu computador via USB. Além disso, a placa garante que seu vídeo seja reproduzido com a melhor qualidade no computador.
  • Baixe um software de gravação. Quando o vídeo tiver sido transferido do videocassete para o seu computador, ele deverá ser gravado em tempo real por esse software. As placas de captura de vídeo geralmente vêm com ele ou disponibilizam um link para baixá-lo. No entanto, caso a sua não o disponibilize, é possível baixar um software separado.

Foto: ArturVerkhovetskiy/DepositPhotos

Convertendo as suas fitas

Após seguir todos os passos acima, você poderá converter as suas antigas fitas de VHS para a versão digital. Para isso, siga os seguintes passos:

  • Plugue a placa de captura em seu computador e conecte a saída de vídeo do videocassete nela;
  • Abra a opção de iniciar uma nova gravação em seu software;
  • Configure o tamanho do canvas: uma boa dica é configurá-lo em 320×240;
  • Ative o interlacing de seu vídeo: isso garantirá uma melhor exibição dele em sua TV;
  • Configure a taxa de atualização da tela (refresh rate) de seu vídeo: há dois tipos de configurações, um é o NTSC e o outro o PAL. Caso você esteja na América do Norte, o ideal é utilizar o NTSC, com taxa de 60 Hz. Caso esteja fora, utilize o PAL, com uma taxa de 50 Hz;
  • Siga as instruções para gravação. Uma vez que a gravação do seu vídeo estiver concluída, siga as instruções do software para salvar o arquivo.

Transfira o arquivo via USB (Foto: NewsBeezer)

Salve seus vídeos com segurança

Para evitar que algum bug no disco rígido do seu computador perca os vídeos para sempre, é importante realizar o backup dos seus arquivos digitais em algum drive externo. Alguns deles são o Google Drive, Amazon Drive, Dropbox e, para os usuários do iOS, o iCloud.

Já, caso você também tenha interesse em manter as suas fitas VHS, é melhor guardá-las em algum lugar seco e arejado para que as temperaturas altas ou a umidade não façam com que elas acumulem água, poeira ou mofo.Faça um backup de seus arquivos (Imagem: Reprodução)

Contribua com o Internet Archive

Também é possível contribuir para um dos sites com a maior quantidade de conteúdo antigo da web: o Internet Archive. Caso o conteúdo de suas fitas VHS seja de séries, talkshows ou outros programas que não mais são exibidos na televisão, faça o upload no site e garanta que outras pessoas tenham acesso a esse conteúdo histórico!

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas