image_pdfimage_print

Nesta sexta-feira (8), um asteroide gigantesco recém-descoberto pela NASA passará a uma distância relativamente próxima da Terra — mas já adiantamos que não há nada a temer, pois essa distância não será tão próxima a ponto de oferecer qualquer tipo de perigo.

Conhecido pelo codinome 2019 DN, o corpo com dimensões entre 91 e 200 metros de diâmetro atingirá o ponto mais próximo com a Terra em sua trajetória nesta sexta (8), mas ainda assim passará a uma distância relativamente segura, cerca de 13 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

Assim, são mínimas as chances não apenas de o corpo celestial colidir com nosso planeta, mas também de a passagem dele causar qualquer tipo de alteração no ambiente, como influenciar o movimento das marés, por exemplo.

Mas, mesmo que o asteroide viesse a entrar na atmosfera da Terra, ele não causaria um evento de aniquilação humana, pois suas dimensões não são grandes o suficiente para causar transtornos significantes no âmbito geral do planeta. O último evento de aniquilação causado por um objeto espacial — que ocasionou a extinção dos dinossauros — foi a queda de um meteoro com mais de 50 km de diâmetro; ou seja, muito maior do que o pequeno asteroide que se aproxima nesta semana.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas