image_pdfimage_print

A Apple se uniu AT&T para, nos Estados Unidos, promover o que a operadora chama de “5G Evolutionâ€, apenas uma marca um tanto enganosa para uma versão mais veloz da atual tecnologia 4G. Disponível em áreas com melhor cobertura e conexões LTE mais velozes, o modo “5G Eâ€, agora, também é exibido nas telas de iPhones da atual geração, atualizados para a versão mais recente do iOS.

Os relatos aparecem nas redes sociais, com muita gente questionando exatamente o que significa a exibição da marca da AT&T no lugar que, originalmente, indica o tipo de conexão, entre 3G, 4G ou LTE, por exemplo. A dúvida, claro, está relacionada existência de uma conexão 5G, já que, como todos sabemos, as redes ainda estão um pouco longe de se tornarem realidade enquanto os primeiros aparelhos celulares devem dar as caras no mercado ainda neste ano.

O logo da conexão “5G Evolution†começou a aparecer após a atualização 12.2 do iOS, liberada nesta semana para usuários de todo o mundo. Além disso, a ideia é que apenas usuários dos iPhone XS, XS Max e XR estariam vendo a marca em suas interfaces, com o restante dos smartphones, mesmo que rodando a edição mais recente do sistema, ainda enxergando o dizer LTE no indicador de tipo de conexão.Versão mais veloz do 4G foi batizada de 5G Evolution pela AT&T, e agora aparece na interface dos iPhones mais recentes (Imagem: MacRumours)

Em janeiro, dúvida semelhante já havia aparecido entre os usuários de Android, que também começaram a ver a marca 5G E em seus celulares após uma atualização de sistema. Novamente, nada da nova tecnologia, mas sim um indicador de que o usuário está navegando em uma frequência 4G de maior velocidade que as tradicionais. Desta vez, pelo menos, a letra “E†é um fator de diferenciação entre os termos.

Como lembrou a imprensa internacional, trata-se de um método parecido ao usado pela AT&T há alguns anos para promover uma versão mais veloz do 3G, antes da chegada das redes LTE. Também ao realizar uma parceria com a Apple, a operadora colocou indicadores de “4G†nos celulares dos clientes muito antes da efetiva chegada da tecnologia, tanto na infraestrutura quanto nos próprios aparelhos, com uma compatibilidade que só veio depois.

Os rumores, por exemplo, indicam que os primeiros iPhones com tecnologia 5G devem dar as caras somente no final do ano que vem, com a Apple, como sempre, aguardando o amadurecimento da tecnologia. No fim de 2020, as novas redes estarão em funcionamento por cerca de um ano, tempo suficiente para que os desafios sejam compreendidos, pelo menos na visão da fabricante.

Em declaração feita na época da liberação do logo para o Android, o vice-presidente sênior de tecnologia da AT&T, Igal Elbaz, negou que o uso do nome 5G é enganoso. De acordo com ele, a ideia é passar ao consumidor a ideia de que ele está tendo acesso a uma tecnologia melhorada em relação s atuais, enquanto a empresa fez todo o esforço para comunicar, exatamente, o que a marca significa. O executivo afirmou, ainda, que a rede de operadora está pronta para receber a nova conexão, bastando uma “atualização de software†para liberar a tecnologia a todos.

(Ler na fonte)


×
CREATE ACCOUNT ALREADY HAVE AN ACCOUNT?

 
×
Recuperar as informações de acesso?
×

Go up

Pular para a barra de ferramentas